Seguidores

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

2012 - 2013


E ASSIM...

PASSAREMOS DE 2012 PARA 2013...

CAMINHANDO...
COM NOSSOS ERROS E ACERTOS...

TODOS VOLTADOS PARA UM SONHO...
A SE REALIZAR...

OU PARCIALMENTE REALIZADO...
OU A SER CONSTRUÍDO...

OU MELHOR AINDA...
A SER SONHADO...

QUE NÃO PERCAMOS ...
ESSE DOM DE SONHAR...

É O MEU MELHOR DESEJO A TODOS...

PSY_0715_SBS Inkigayo_GANGNAM STYLE (강남스타일)

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

NATAL !!!!


E o Passarinho Noel...
Contemplava a Paisagem !!!
Sabia que tinha que presentear 
muitas pessoas...
Sabia que as vezes...
Nem todos gostam de presentes...
Mas isso é o menos importante...
E o que é importante afinal ?
Poder observar....

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

MAURICIO SANTINI !!!



Fim do mundo é não amar a si mesmo, nem tampouco ao próximo.
Fim do mundo é ter inveja do outro porque ele foi capaz de fazer.
Fim do mundo é fugir de medo de si e culpar os outros.
Fim do mundo é não reconhecer o valor de quem te ama.
Fim do mundo é ingratidão e a não retribuição dos que te fizeram bem.
Fim do mundo é se vingar e esperar pela tão sonhada paz interior.
Fim do mundo é jamais se ligar ao Divino e desejar que as coisas caiam do céu!
Fim do mundo é buscar um fim sabendo que pode ser apenas um começo.
Fim do mundo é se inundar de loucuras insanas e esperar uma realidade saudável.
Fim do mundo é ter ciúmes e se jogar no lodo da baixa-estima.
Fim do mundo é crer que apenas um ser é a razão da tua felicidade.
Fim do mundo é negar o amor ao outro e desejar ser amado.
Fim do mundo é plantar a inimizade e querer colher frutos doces.
Fim do mundo é se pautar na estética e esquecer da alma.
Fim do mundo é desprezar a natureza e não esperar reações de fim do mundo.
Fim do mundo é crucificar Cristos, flechar Krishnas, esmagar Budas.
Fim do mundo é morrer cada dia como se fosse apenas viver o amanhã.
Fim do mundo é tratar-se mal e esperar o bem.
Fim do mundo é esquecer de Deus se achando um único deus.
Fim do mundo é não ter qualquer fim que promova começos.
Fim do mundo é decretar um fim do mundo.

Não há Fim do Mundo.
O que há são Mundos sem Fim.

Escritor: Mauricio Santini.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

CAVALOS !!!


Que Felicidade Saber
que podemos criar, imaginar, 
e inventar tanto !!!

Cavalli immaginari [modifica]

Cavalli storici [modifica]


FONTE WIKIPEDIA

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Liberdade a Dois !!!



Nos Imaginemos com
Asas para voar ...
Até onde iríamos ?
Até onde chegaríamos ?
Até cansar ?
Pouco importa ...
Importante é ...
Saborear o vôo ...

domingo, 16 de dezembro de 2012

Ladeira ...

" E Lá vem o Brasil ...
Subindo a ladeira ..."

Para expressar a minha
Felicidade e Esperança
Nesse País Maravilhoso !!!


sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Ano da Amizade !!!

Vai se terminando 2012 ...
Os 365 Dias que apelidei do
Ano da Amizade !!!
E foram tantas que ainda faltando
Mais que duas semanas para finalizar ...
A sensação que ainda teremos novas surpresas ...
Ainda Bem !!!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

CASSIA RODRIGUES



Beijos e abraços

Beijos, sorrisos, suspiros





Abraços, enlaces entrelaçados





Abraços precedidos de beijos





Sorrisos, olhares e beijos





Beijos entrelaçados de abraços





Abraços precedidos de beijos





Beijos, abraços, suspiros





Intervalos de beijos sem fim...

(Cássia Rodrigues)

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

MIA COUTO


1

domingo, 9 de dezembro de 2012

Mosteiro dos Jerónimos !!!

Pode ser uma oportunidade ...
Para rezar ...
Para contemplar ...
Para ajoelhar ...
Perceber que somos pó
E ao pó retornaremos ...
Uma construção realizada pelo homem ..
E que tem mais de 500 anos ...
Receber Sabedoria ...
Deveria ser assim !!!

GOTTFRIEDD


cabeça .


Foto: Gottfriedd continuava montando o quebra Cabeças ..
Gastava 1 hora por dia ...
Era o que o QB (quebra cabeça) permitia ...
Gottfriedd tinha essa mania de arrumar o desarrumado !!!
Mal sabia ele que a cabeça quebrada era a dele !!!
Mas isso com o tempo ele vai entender ! 
Pelo menos nós leitores assim o desejamos !
Como autor desejo apenas que a Felicidade se perpetue !!!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

E o Otimismo ?

Onde está ?
Onde fica ?
Guardado em uma Gaveta ?
Guardado no Cérebro ?
Ou guardado no Coração ?
Esperando o dia certo para dar uma saidinha ?
Vamos lá !!!
Vamos logo !!!

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Portas !!!

Quantas portas precisamos ver ?
Para decidir qual é a certa
para a nossa casa ?
Ahhhhh lembrando que
uma casa tem varias portas !

domingo, 2 de dezembro de 2012

Deserto ?

As vezes Precisamos cavalgar ..
Pelo deserto ...
Em uma noite escura ...
Com a Lua a nos acompanhar ..
Sem certezas...
Sem dúvidas ...
Apenas Pensamentos ...

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Giorgia - E' L'Amore Che Conta




È L'amore Che Conta

Giorgia

Di errori ne ho fatti
Ne porto i lividi
Ma non ci penso più
Ho preso ed ho perso
Ma guardo avanti sai
Dove cammini tu
Di me ti diranno che sono una pazza
Ma è il prezzo di essere stata sincera
E' l'amore che conta
Non solo i numeri, e neanche i limiti
E' una strada contorta
E non è logica, e non è comoda
Nell'attesa che hai
Nell'istante in cui sai
Che è l'amore che conta
Non ti perdere, impara anche a dire di no
Di tempo ne ho perso
Certe occasioni sai
Che non ritornano
Mi fa bene lo stesso
Se la mia dignità
È ancora giovane
Di me ti diranno che non sono ambiziosa
E' il prezzo di amare senza pretesa...
E' l'amore che conta
Non solo i numeri, e neanche i limiti
E' una strada contorta
E non è logica, e non è comoda
Nell'attesa che hai
Nell'istante in cui sai
Che è l'amore che conta
Non ti perdere, impara anche a dire di no
No, no, no
No a questo tempo
D'ira e di cemento
No, no, no, no!
E' l'amore che conta
Non solo i numeri, e neanche i limiti
E' una strada contorta
E non è logica, e non è comoda
Nell'attesa che hai
Nell'istante in cui sai
Che è l'amore che conta
Non ti perdere, impara anche a dire di no
No, no, no, no...

domingo, 25 de novembro de 2012

Tristeza ?



Entender que a Tristeza faz parte de nossas Vidas, 
deveria ser o melhor entendimento ?

Imaginar que a Tristeza é Irma gemea da Alegria,  
seria a melhor imaginação ?

Pensar que a Alegria pode durar mais que a Tristeza, seria sabedoria ?

Afinal o que é essa Tristeza que nos acomete de vez em quando ?

A perda de um Amigo ?
Morto ou Vivo ?

A perda de um emprego ?
Bom ou Ruim ?

A perda de algum Bem Material ?
Seu ou do Universo ?

A perda da Alegria ?
Neste caso, se pudesse escolher :
que fosse perder a Tristeza !!!

sábado, 24 de novembro de 2012

Barry White - My First My Last My Everything.wmv



My first, my last, my everything.


And the answer to all my dreams.
You're my sun, my moon, my guiding star.
My kind of wonderful, that's what you are

I know there's only, only one like you.
There's no way, they could have made two
You're all I'm living for,
Your love I'll keep for evermore,
You're the first, you're the last, my everything.

In you I've found so many things
A love so new only you could bring
Can't you see if you,
You'll make me feel this way.
You're like a first morning dew on a brand new day.
I see so many way that I
can love you,Till the day I die.
You're my reality, yet I'm lost in a dream.
You're the first, the last, my everything
* Instrumental *

I know there's only, only one like you.
There's no way they could have made two.
Girl you're my reality
But I'm lost in a dream
You're the first, you're the last, my everything

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

LÊDO IVO - NOBEL (5/5)


Para quem pensa em Lêdo Ivo só como poeta, diga-se que ele é também grande romancista, autor de cinco obras no gênero. Seu romance Ninho de cobras (1973) foi traduzido para o inglês, sob o título Snake’s Nest, e em dinamarquês, sob o título Slangeboet. É um romance de feitura inovadora, repleto das figuras de linguagem que costuma utilizar em seu fazer poético, que recupera a Maceió da década de 1930, à época do governo de Getúlio Vargas (1882-1954) que redundaria na ditadura do Estado Novo (1937-1945).

Trata-se de uma bem elaborada crítica dos regimes de força que manietaram o Brasil durante boa parte do século XX, uma denúncia do comportamento hesitante e apático da maioria da população que sempre assistiu, indiferente, ao assassinato daqueles que ousavam ir contra os poderosos do dia. E que, lido hoje pelas novas gerações, pode constituir um bom alerta para quem ainda dá ouvido a alguns nostálgicos dos regimes de força, que sempre começam pelo pretexto do combate à corrupção política e acabam num mar de sangue.
Mas não foi só o romance de Lêdo Ivo que encontrou boa receptividade em outros idiomas. Sua poesia está espalhada também pelo mundo hispânico. No México, saíram várias coletâneas de seus poemas, entre as quais La imaginaria ventana abierta, Oda al crepúsculo, Las pistas e Las islas inacabadas. Em Lima, Peru, foi editada uma antologia, Poemas, e na Espanha saiu a antologia La moneda perdida. Antologias de seus poemas já foram traduzidas para o inglês por Kerry Shawn Keys (Landsend: selected poems, Pennsylvania, Pine Press, 1998), para o holandês por August Willemsen (Poetry, Roterdã, Poetry International, 1993; Vleermuizen em blawe krabben, Sliedrecht, Wagner & Van Santen, 2000) e para o italiano por Vera Lucia de Oliveira (Illuminazioni, Salerno, Multimidia Edizioni, 2001).
Em Portugal, críticos do quilate de João Gaspar Simões (1903-1987) e, mais recentemente, Eugénio Lisboa, escreveram artigos em que destacaram a excelente qualidade da poesia de Lêdo Ivo. Gaspar Simões, inclusive, chegou a escrever que, se existisse uma Jerusalém celestial à parte destinada aos poetas, Lêdo Ivo seria um dos escolhidos, o que, praticamente, foi dito com outras palavras por Fausto Cunha, para quem o poeta “será um dos poucos que ficarão”. Por tudo isso, seria recomendável que as instituições que podem fazê-lo começassem a pensar em apresentar o nome de Lêdo Ivo à Academia Sueca. Afinal, está na hora de a Literatura Brasileira também conquistar o seu Prêmio Nobel.
____________________
A TRAJETÓRIA POÉTICA DE LÊDO IVO: TRANSGRESSÃO E MODERNIDADE, de Assis Brasil. Rio de Janeiro, Educam, 2004, 284 págs. E-mail: hneto@candidomendes.edu.br
POESIA COMPLETA: 1940-2004, de Lêdo Ivo, com estudo introdutório de Ivan Junqueira. Rio de Janeiro: Topbooks/Braskem, 2004, 1099 págs. E-mail: topbooks@topbooks.com.br
._________________
(*) Adelto Gonçalves é doutor em Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo e autor de Gonzaga, um Poeta do Iluminismo (Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1999), Barcelona Brasileira (Lisboa, Nova Arrancada, 1999; São Paulo, Publisher Brasil, 2002) e Bocage – o Perfil Perdido (Lisboa, Caminho, 2003). E-mail: marilizadelto@uol.com.br