Seguidores

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Manuela de Oliveira Dias Marciano, 13 anos


A caixa misteriosa
Era um sábado chuvoso. Mariana e sua família estavam indo visitar sua avó na fazenda dela. Mariana não queria ir nessa viagem porque lá não tinha nenhum jeito de se conectar com a internet, não pegava celular e como ela era uma blogueira famosa precisava ficar conectada com seus fãs. Chegando lá, ela arrumou suas coisas no quarto e foi se sentar na beira da piscina com sua irmã Julia. Mariana tinha 15 anos e Julia tinha 10. Se passaram algumas horas e Julia, percebendo que sua irmã estava entediada,decidiu ir até seu quarto pegou os livros e entregou um na mão de sua irmã. Mariana olhou para o livro com uma cara de nojo, jogando-o no chão e foi para cozinha. Julia pegou o livro, foi até seu quarto, pegou uma folha e uma caneta e escreveu uma cartinha, se dirigiu então até o quarto de sua irmã sem ela perceber colocou o livro em sua cama junto com a cartinha e saiu rapidamente antes que alguém a visse. Começou a escurecer. Todos foram para seus quartos. Mariana entrou no seu quarto e viu a cartinha com a assinatura de sua irmã Julia, pegou-a na mão e começou a ler. Enquanto ela lia lágrimas escorriam, seu rosto já estava todo manchado por causa da maquiagem. Quando Mariana terminou a leitura da carta e do livro, guardou os dois em uma caixa e escreveu em cima ( Se encontrar por favor devolver a Mariana Souza Dias ) e colocou em cima do armário e foi dormir. No outro dia, acordou bem cedo, fez o café da manhã, arrumou a mesa e foi chamar sua família. Eles acordaram e foram até a cozinha como ela havia mandado. Chegando lá ficaram surpresas ao verem a mesa arrumada e perguntaram a Mariana o que era aquilo e o que ela estava querendo em troca? Ela, toda sorridente, respondeu que só queria fazer uma surpresa e que queria em troca um abraço. O tempo passou e chegou o dia delas irem embora, pra surpresa de todos Mariana não queria ir, mas foi porque tinha muita coisa pra fazer na cidade, agradeceu sua avó por tê-las convidado para passar as férias lá e entrou no carro. Chegando em sua casa, logo Mariana ligou o Wi-Fi conectando com seus fãs, como sempre tinha um monte de mensagens, twittes e cartas de fãs e parentes, Pela primeira vez ela abriu todas as mensagens de fãs e todos as cartas. Leu e respondeu uma por uma, assistiu todos os snaps dos fãs. Daquele dia em diante, ela começou a ser mais carinhosa e a ler mais, toda semana pegava um livro diferente adorava ler para seus primos menores. Depois de 10 anos... Mariana construiu uma biblioteca aos seus 25 anos, a maior biblioteca da cidade, ela morava no fundo da biblioteca em uma casa de vidro toda azul. Sua irmã Julia morava junto, trabalha como professora de Português em uma escola que era perto e sempre que dava levava seus alunos na biblioteca. Sempre que podiam iam a fazenda da sua avó para matar a saudade, as duas se trancavam dentro do quarto de Mariana pegavam a carta e o livro e começavam a ler, saiam de lá com os olhos inchados de tanto chorar. Sua avó perguntava o que tinha naquele quarto que ninguém podia saber e que faziam elas chorarem tanto. O tempo passou e Julia casou-se e mudou de cidade. Certa manhã Mariana recebeu um telefonema de sua mãe dizendo que sua irmã Julia havia falecido, Mariana saiu desesperada, entrou no carro e foi até a fazenda de sua avó. Entrou correndo no quarto, pegou a caixa em cima do armário e saiu sem dar nenhuma explicação. Foi até o cemitério onde estava acontecendo o velório. Ajoelhou-se no chão e começou a chorar, em seguida colocou a caixa dentro do caixão e foi embora. Mas o que todo mundo queria saber era: o que estava escrito naquele livro e naquela carta que mexeu tanto com Mariana e mudou a sua opinião sobre as coisas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário